Academia de Letras do Triângulo Mineiro

Acadêmicos - Aluízio Ignácio de Oliveira


Aluízio Ignácio de Oliveira - Cadeira 32

Patrono: Pandiá Calógeras
Fundador: Edelweiss Teixeira

Posição: 2
Antecedido por: Edelweiss Teixeira
Sucedido por: Eunice Puhler


Biografia

aluízio ignácio de oliveira 1936-1993 Aluízio Ignácio de Oliveira, nascido em 01 de dezembro de 1936, em Uberaba, filho de Aristides Inácio de Oliveira e Maria de Oliveira Rocha.
Começou a sua vida de trabalho como um simples carteiro, e posteriormente, ascendendo em sua atividade profissional.
Chegou a presidir inúmeras comissões de inquérito no Departamento de Correios e Telégrafos. Sua atuação imparcial e honesta sempre mereceu os melhores elogios.
Na vida universitária, aliás feita com dificuldades financeiras e sacrifícios de toda sorte, sempre ocorreu com responsabilidades e méritos.
No desenvolver de seus estudos, mostrou natural predileção pela matéria penal, participando e saindo vencedor em diversos júris simulados.
Na vida profissional consolidou os estudos e conhecimentos por meio de cursos e aperfeiçoamentos. Os dotes do saber jurídico aliados à fluente oratória, como era forçoso, alçaram-no a uma posição de destaque no Tribunal do Júri, assim como no conceito de seus alunos, que, por incontáveis vezes escolheram-no como paraninfo de turma, patrono, como nome de turma e para homenagens especiais.
Graças à sua incessante luta, ocupou por quatro anos a presidência da 14ª Subseção da OAB/MG e, reconhecido o seu trabalho em prol da classe a que pertence, foi eleito membro do Conselho Seccional da Seção Mineira da Ordem dos Advogados do Brasil e, na mesma época, por ato do Governador Hélio Garcia, designado membro do Conselho de Criminologia e Política Criminal do Estado de Minas Gerais.
Foi membro efetivo do Instituto dos Advogados de Minas Gerais, onde ingressou em razão de vários trabalhos jurídicos publicados.
Na vida política de Uberaba, elegeu-se com expressiva votação para vereador. Foi escolhido primeiro líder do prefeito e manteve atuação combativa, sempre em defesa das melhores aspirações e justas reivindicações da coletividade.
Era membro da Academia de Letras do Triângulo Mineiro, ocupando a Cadeira nº 32.
Faleceu em 16 de dezembro de 1993.

Obras publicadas:
Náufrago da Vida
Um Cabra de Lampião


Bibliografia

Paolinelli, Sônia Maria Rezende. Coletânea Biográfica de Escritores Uberabenses. Uberaba (MG): Sociedade Amigos da Biblioteca Pública Municipal “Bernardo Guimarães”, 2009. 29 p



Voltar




© Copyright 2010/2011 - Academia de Letras do Triângulo Mineiro. Todos os direitos reservados.