Notícias



Dez2012

Homenagem

Padre Prata, 90 anos de vida


Ao querido Pe. Prata
Terezinha Hueb de Menezes

Não quero aprofundar-me, hoje, nos grandes méritos que envolvem a trajetória do querido Pe. Prata, amigo de todos nós. Aquele que, cedo, ingressou no Seminário, ordenando-se em 1946. Que foi professor, inclusive em universidades. Que passou dois anos nos Estados Unidos, também em contato com o método americano de evangelização. Capelão e pároco. Assistente eclesiástico da Juventude Estudantil Católica. Perseguido pelo Movimento Revolucionário, chegando a responder a um inquérito por dez horas. Trabalhos nos cursilhos de Cristandade (para jovens e para a classe operária). Articulista desde a época do Correio Católico, permanecendo até hoje no Jornal da Manhã. Um dos membros fundadores da Academia de Letras do Triângulo Mineiro. Autor de dez livros, entre os quais Crônicas, lançado agora, em 2012.

Quero falar do amigo de todos nós.

Fico pensando, agora em que Pe. Prata comemora o aniversário de 90 anos, na quantidade de pessoas, muitas das quais talvez nem mais se lembre nitidamente, que ele ajudou com suas sábias palavras, com seu jeito prático e lúcido de ver e analisar situações, com seu carisma e generosidade no julgamento de atitudes, em sua permanente preocupação com o outro, com a defesa do outro, mormente os mais necessitados, em sua forma fiel de em tudo vislumbrar a figura de Cristo.

Fico pensando no Pe. Prata articulista, abordando, com precisão, problemas pertinentes à realidade, aquela que, muitas vezes, tanto atormenta o ser humano em seu interior, quanto fora de si, mostrando-lhe caminhos que sempre deságuam na esperança em Deus. No Pe. Prata que consegue, com suas sábias palavras, analisar as intermináveis questões que permeiam a realidade político-social, na firmeza de ponderações, sem, no entanto, deixar escapar o fio de esperança e de fé naquele ser humano que deve escorar-se nas verdades cristãs.

Fico pensando no Pe. Prata, articulista do Jornal da Manhã, antes aos sábados, agora aos domingos, eu na mesma página ao lado: coincidentemente, por inúmeras vezes, sem que um soubesse o que o outro iria escrever, ambos abordando o mesmo tema, às vezes o artigo de um parecendo continuar o do outro e vice-versa. E eu ouvindo de pessoas a pergunta: se combinávamos o assunto a ser abordado. E, quando da coincidência, escutando do Pe. Prata que nossos anjinhos da guarda haviam combinado. (Exceção apenas para o tema sobre arrogância e humildade).

Querido Pe. Prata, sou uma das pessoas privilegiadas por sua presença sempre tão amiga; por suas palavras sempre tão precisas nos momentos certos; por nos apontar sempre que, mais importante que a crença nos homens é a crença em Cristo, cuja face na materializa na face de cada um dos irmãos. Parabéns, querido Pe. Prata! Parabéns, não apenas pelo aniversário de 90 anos, mas também pelo lançamento de mais um livro de maravilhosas Crônicas. Conte sempre com nossa amizade!

De coração, que Deus continue iluminando seus caminhos e soprando, em seus ouvidos, as palavras que todos que o lemos gostamos de ouvir. Que a Mãe Santíssima o proteja com seu manto azul, trazendo-lhe serenidade nos momentos de tribulação e esperança em todos os instantes de sua vida.

*Educadora do Colégio Nossa Senhora das Graças e membro da Academia de Letras do Triângulo Mineiro.
thuebmenezes@hotmail.com


Mais Homenagens

Festividades - Jornal da Manhã - 18/12/2012
Crônicas - Jornal da Manhã - 19/12/2012
90 anos do queridíssimo Padre Prata - Jornal de Uberaba - 19/12/2012
Mente brilhante - Jornal da Manhã - 20/12/2012
Obras de ouro - Jornal da Manhã - 21/12/2012
Entrevista à Rádio JM - Padre Prata fala de seu novo livro de crônicas - Jornal da Manhã - 22/12/2012
Ao querido Pe. Prata - Jornal da Manhã - 23/12/2012


Voltar





© Copyright 2010/2011 - Academia de Letras do Triângulo Mineiro. Todos os direitos reservados.