Acadêmicos - Mário Salvador


Mário Salvador - Cadeira 31

Biografia

Brasileiro (com nacionalidade portuguesa, adquirida em 20/10/2.003), natural de Araguari (MG).
Nascido no dia 14 de janeiro de 1.935.
Título de cidadania das cidades de Veríssimo-MG e Uberaba-MG (29/09/1.988).
Casado com Carmen Leal Salvador.
Tem seis filhos e onze netos.

Técnico em Contabilidade, pela Escola Técnica de Comércio Triângulo Mineiro, diplomado em 17/12/1.955.
Advogado, pela Faculdade de Direito do Triângulo Mineiro, diplomado em 15/12/1.962.
Jornalista Colaborador, Registro nº. 088, em 09/03/1.973, na Delegacia Regional do Trabalho de Minas Gerais.

Como Técnico em Contabilidade, prestou serviços a diversas empresas uberabenses, dentre as quais à COMPANHIA DE ÁGUAS DE UBERABA – CODAU (atualmente Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba – CODAU) da qual foi o primeiro a chefiar o Departamento de Contabilidade na fundação da empresa.

Industrial, sócio-fundador da Cartonagem São João S.A., fábrica de malas para viagem, em 1.956, ocupando o cargo de Diretor Comercial.
Ocupou cargos na Diretoria da Associação Comercial e Industrial de Uberaba, em gestões responsáveis por várias conquistas para a cidade de Uberaba, dentre as quais a implantação da recepção do sinal de televisão diretamente da cidade de São Paulo; a criação da Faculdade de Ciências Econômicas e a implantação do Serviço de Proteção ao Crédito.

Foi eleito o Industrial do Ano em l.968, recebendo homenagens da ACIU e a Medalha de Mérito Industrial da FIEMG (Federação das Indústrias de Minas Gerais).

Ocupou o cargo de advogado no Departamento Jurídico do SESI, em Uberaba, quando da implantação do FGTS, de setembro de 1.966 a fevereiro de 1.970.

Professor de Técnicas Comerciais no SENAC de agosto de 1.966 a março de 1.968.

Professor de Direito Tributário da Faculdade de Ciências Econômicas de 1.972 a 1.978.

Professor de Contabilidade do Colégio São Judas Tadeu, de 1.985 a 1.986.

No setor de jornalismo ocupou a Direção Executiva do JORNAL DA MANHÃ, sendo responsável pela edição do Jornal de 1.972 a 1.982. Mantinha a coluna diária COMENTANDO, que assinava como MS. Atualmente, colabora com o JORNAL DA MANHÃ com a coluna semanal.
Manteve uma coluna em jornais de Uberaba, dirigida aos empresários: FISCO, PREVIDÊNCIA E FINANÇAS, recebendo elogios da Câmara Municipal de Uberaba, pela oportunidade das informações.

Como colunista, registra mais de cinco mil colaborações nos jornais uberabenses e em jornal de Frutal.
Criou uma página infantil, HORA DO RECREIO, com a finalidade de incentivar a participação de escolares. A página circulava aos domingos e tinha como lema: “O SABER NÃO OCUPA LUGAR. ESTUDE SEMPRE!” O número 1 circulou na edição de 24/09/1972 e o último número (ano XI n. 541), circulou na edição de 23/01/1983.

Roda Gigante - Foi apresentador na televisão de um programa infantil denominado Roda Gigante, de 1.972 a 1.984, todos os domingos, com duração de 1h30m, na TV Uberaba (afiliada da TV TUPI). A programação compreendia brincadeiras com as crianças no auditório e gincanas de cunho recreativo-cultural entre as escolas, com a finalidade de arrecadar bens para as caixas escolares. Também no programa o apresentador ficou conhecido como Tio Mário, sendo líder de audiência em Uberaba e região em toda a duração do programa. As brincadeiras marcaram uma geração e até hoje são lembradas pelos participantes do programa.

Clube do Tio Mário - fundou em janeiro de 1.974 o Clube do Tio Mário, que funcionou até março de 1.983, com 4.019 sócios. O clube tinha por finalidade incentivar os jovens ao estudo, leitura e desenvolver atividades artísticas. O Clube promoveu vários concursos de redação. Para favorecer os sócios foi idealizada a REDE DA ECONOMIA, com lojas conveniadas ao Clube, oferecendo descontos nas compras. Diariamente, no Jornal da Manhã, eram publicados os aniversários dos sócios e estes recebiam em casa um exemplar do jornal e, eventualmente, um mimo. O sócio recebia uma carterinha personalizada. O limite de idade para permanência no clube era de 18 anos. Ao receber a carteirinha do Clube, o sócio assumia o seguinte compromisso: DEVO 1º - Ser sempre LEAL, BOM, EDUCADO E CORTÊS; 2º - Ser AMIGO de todos; 3º - Ser OBEDIENTE E DISCIPLINADO; 4º - Andar sempre LIMPO de corpo e alma; 5º - RESPEITAR os meus pais e os mais velhos; 6º - CUMPRIR corretamente as minhas OBRIGAÇÕES ESCOLARES; 7º - RESPEITAR a minha professora e o meu professor; 8º - ENALTECER a minha PÁTRIA E RESPEITAR os seus SÍMBOLOS; 9º - SER econômico; 10º - RESPEITAR as Leis e as Autoridades. PROMESSA: Prometo cumprir estas regras, para meu próprio bem, para satisfação dos meus pais e para que eu seja muito útil ao meu Brasil.
Ao final da promessa o folheto entregue ao sócio registrava o lema do Clube do Tio Mário: O SABER NÃO OCUPA LUGAR - DEVO ESTUDAR SEMPRE!

CPI DESTINADA A INVESTIGAR O PROBLEMA DA CRIANÇA E DO MENOR CARENTE NO BRASIL:
Em outubro de 1.975 deu depoimento nesta CPI como um dos dois representantes do Estado de Minas Gerais, indicado pelo deputado Juarez Batista. Em seu depoimento fez uma apresentação de medidas levantadas pela comunidade uberabense para ajudar na solução do problema do menor até então chamado de abandonado. Foram todas as suas teses aprovadas pelos parlamentares da Comissão Parlamentar de Inquérito e nenhuma pergunta lhe foi dirigida, tendo o Presidente da CPI, deputado Carlos Santos, cumprimentado o depoente que, na sua interpretação, não somente levou idéias, mas um planejamento eficaz para a solução do problema do menor. A afirmativa do depoente de que “na solução do problema do menor se torna necessária a aplicação de uma política global, que atinja a família em todos os seus setores, pois de nada adiantaria a sociedade cuidar do menor, recupera-lo e depois enviá-lo de volta a um lar cheio de desequilíbrios e misérias” mereceu especial atenção dos membros da CPI.
Ocupou o cargo de DIRETOR EXECUTIVO do Uberaba Tênis Clube, de 1.982 a 2.004. Em 1.987 iniciou, em Belo Horizonte, processo de doação do patrimônio do Estado de Minas Gerais para o Clube, com empenho dos deputados Dr. Eurípedes Craide e Anderson Adauto, tendo conseguido êxito no empreendimento com a assinatura de doação do patrimônio ao Uberaba Tênis Clube pelo Governados Newton Cardoso. Registre-se que várias autoridades uberabenses estiveram empenhadas no empreendimento. Na sua administração, houve grande recuperação do Uberaba Tênis Clube em todos os setores: social, esportivo, patrimonial e financeiro.

É sócio-fundador do Rotary Club Uberaba Leste, na categoria Jornalismo. O clube foi fundado em 12 de fevereiro de 1.984. Foi Presidente do Clube no primeiro biênio. Atualmente é sócio honorário. Possui o título Paul Harris.

Foi Superintendente Administrativo da Secretaria de Estado e Administração do Governo Newton Cardoso no primeiro ano de mandato, 1.987, sendo Secretário o Dr. Eurípedes Craide. Num trabalho coordenado pela Secretaria, 30 mil funcionários fantasmas desapareceram e o corte de cargos acumulados deu ao Estado uma economia mensal de 130 mil salários a menos. Também, 6 mil carros oficiais saíram de circulação, reduzindo a frota do Estado pela metade. A informação foi dada ao público através de anúncios publicados em revistas de circulação nacional (VEJA e Edição Histórica dos 35 anos da MANCHETE, dentre outras), mostrando, ainda, outras conquistas do Governo Newton Cardoso no primeiro ano de sua gestão.

É sócio efetivo da ALTM (Academia de Letras do Triângulo Mineiro), ocupando a cadeira nº. 31, que tem como patrono Guimarães Passos. Em 21/02/1.987 foi eleito Presidente e reeleito sucessivamente, com mandato até fevereiro de 2.009. Criou o JORNAL ECO para manter os acadêmicos informados da movimentação da Academia, de circulação mensal, e em novembro de 2.005 o Jornal alcançou a edição nº. 157. Além das reuniões mensais da ALTM, no último sábado de cada mês (exceto junho e dezembro), foram realizadas, nas sucessivas gestões, várias assembléias para eleição de sócio e comemoração de datas especiais, dentre as quais os 25, 30, 35 e 40 anos de fundação da Academia. Em sua gestão foram editados vários números da REVISTA CONVERGÊNCIA, órgão oficial da Academia, que está no nº. 17.

Foi presidente da Associação de Aposentados e Pensionistas de Uberaba por 4 anos, de 29/03/1.992 a 11/02/1.996, instituindo reunião semanal aos domingos, mantida pelos presidentes subseqüentes. Atualmente ocupa o cargo de Tesoureiro na diretoria da entidade.
Em suas gestões, o quadro social foi aumentado em mais de mil sócios.

Foi presidente da Fundação Cultural de Uberaba, do Arquivo Público de Uberaba e do CODEMPHAU (Conselho Deliberativo Municipal do Patrimônio Histórico e Artístico de Uberaba) no período de maio 2.003 a dezembro de 2.004.

Obras publicadas:




Bibliografia

Documento eletrônico. Disponível em http://sacrahome.net/altm/node/51. Acesso em: 01 fev. 2011.



Cadeira nº 31
NomePosição
Guimarães Passos Patrono
João Modesto dos Santos Filho Fundador
Mário Salvador
Atual

Voltar




© Copyright 2010/2011 - Academia de Letras do Triângulo Mineiro. Todos os direitos reservados.